Pane elétrica é principal problema registrado em 2018 na Via Dutra

De janeiro a novembro, concessionária responsável pela Via Dutra fez mais de 60 mil atendimentos.

Todo motorista sabe de cor e salteado que é preciso respeitar os limites de velocidade, usar o cinto de segurança, não falar ao celular enquanto dirige, não beber e dirigir, que criança deve fazer uso da cadeirinha etc. Mas o que alguns desconhecem ou não dão muita importância, seja para percorrer pequenas ou grandes distâncias é com a manutenção preventiva do veículo. E esses cuidados são tão importantes quanto às dicas de segurança citadas no começo do texto.

Levantamento da CCR NovaDutra realizado nos 402 km da via Dutra mostra que de janeiro a novembro desse ano, as equipes do SOS Usuário da concessionária fizeram um total de 94.928 atendimentos na rodovia. O número é 11% menor do que o registrado no mesmo período de 2017 (106.674). Mas nem por isso deixa de ser importante. Dentro dos atendimentos prestados ao usuário até novembro desse ano, a pane mecânica lidera o total de ocorrências com 59.978 atendimentos. Na sequência aparecem pneu furado (15.277), pane seca (8.531), superaquecimento do motor (4.704), bateria descarregada (4.017) e pane elétrica (2.967).

“É importante, antes de sair em viagem pela rodovia, o motorista realizar uma manutenção preventiva no seu veículo, verificando os principais itens, como iluminação traseira e dianteira, sistema de freios e arrefecimento do motor e também saber os pontos onde pode abastecer seu veículo para evitar parar no meio da sua viagem. Além de evitar transtornos e até mesmo acidentes, a manutenção preventiva oferece mais vida útil ao veículo. A demora no conserto aumenta o problema e, consequentemente, o custo”, afirma Virgílio Leocadio, Gestor de Atendimento da CCR NovaDutra.

Penalidades
Os cuidados com a parte mecânica devem ser constantes para evitar o surgimento de problemas com o veículo e com o bolso. Por exemplo, você sabia que trafegar com os pneus com data de validade vencida (isso mesmo, pneu tem data de validade) pode render multa? Conforme o artigo 230 do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), trafegar com pneus “em mau estado de conservação ” é uma infração grave e rende multa de R$ 195,23 e perda de cinco pontos na habilitação. O mesmo vale para pane seca, quando o carro deixa de funcionar por falta de combustível. Além da dor de cabeça e do risco de ocorrer um acidente, o descuido é considerado uma infração média e rende ao motorista multa de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira.
Cuidados

– Mantenha o veículo sempre em boas condições de uso e circulação, por meio da manutenção preventiva, e tenha atenção, também, ao funcionamento dos acessórios: triângulo, macaco, chave de roda e o bom estado e a calibragem dos pneus, inclusive do estepe, são indispensáveis;
– Antes de sair, verifique os documentos de porte obrigatório;
– Planeje sua viagem: faça um itinerário e busque informações sobre tempo, via e alterações no fluxo do trânsito;
– Mantenha distância segura do veículo à frente;
– Respeite os limites de velocidade;
– Em dias chuvosos ou sob neblina, reduza a velocidade;
– Pare no acostamento somente em caso de emergência;
– Ultrapasse somente com segurança;
– Use o cinto de segurança e oriente os demais ocupantes do veículo a utilizá-lo também. Lembre-se de que a cadeirinha para bebê e o assento para criança também são de uso obrigatório;
– Não faça uso de bebidas alcoólicas ou de medicamentos que causem sonolência. Eles reduzem os reflexos e prejudicam a coordenação motora, aumentando o risco de acidentes.