Movido por bateria, eVito chegará aos clientes europeus após o IAA 2018 em Hanôver, na Alemanha. Modelo elétrico eSprinter estará disponível a partir de 2019

Palco dos grandes anúncios no mercado de veículos comerciais, a cidade de Hanôver, na Alemanha, tem recebido nos últimos anos no Salão Internacional do Transporte, o IAA, uma invasão de modelos elétricos. Na edição de 2018 não será diferente. A Mercedes-Benz terá como destaque no evento o eVito e a eSprinter, versões adaptadas para a tecnologia que serão introduzidos no mercado após o IAA 2018 e em 2019, respectivamente.

Praticidade com o App eVan Ready

O nível de interesse nessa nova forma de mobilidade, que já era demonstrada antes mesmo do lançamento dos produtos no mercado, mostra que a nova gama de modelos do eVito atende às expectativas dos clientes. Um forte indicador de feedback positivo do cliente é o extensivo uso do aplicativo eVAN Ready, que permite que os clientes verifiquem, online, como está o desempenho dos modelos elétricos em suas frotas.

“Uma frota totalmente livre de emissões atende todas as expectativas em termos de disponibilidade para uso diário, flexibilidade, confiabilidade e economia”, afirma Volker Mornhinweg, chefe da Mercedes-Benz Vans. “Estamos na vanguarda desse desenvolvimento e aproveitaremos a oportunidade, seguindo com a eSprinter. No médio prazo, ofereceremos propulsão elétrica alimentada por bateria em toda a nossa linha de comerciais leves”.

Autonomia de 150 km atingida em seis horas

O novo eVito é utilizado, principalmente, em entregas urbanas. Porém, sua classificação e capacidade de carga também atendem às demandas do setor comercial e de serviços. Uma bateria instalada com capacidade de 41 kWh disponibiliza uma autonomia de cerca de 150 km. Mesmo quando as condições são desfavoráveis, o cliente ainda tem uma autonomia de 100 km. A autonomia total é restaurada após seis horas de carga.

A propulsão por energia elétrica alimentada por bateria gera 84 kW e até 300 Nm de torque, estando customizada para uso urbano. A velocidade máxima pode ser adequada conforme a utilização. Se o eVito operar em centros urbanos, uma velocidade máxima de 80 km/h conserva a energia e aumenta a autonomia. De maneira alternativa, pode ser configurada para uma velocidade máxima de até 120 km/h.

Essa van de porte médio oferece duas opções de entre-eixos. A versão básica tem uma distância total de 5.140 milímetros e uma carga útil máxima de 1.073 kg, o que a coloca no nível do Vito com propulsão convencional. A versão extra-longa atinge 5.370 milímetros. Seu generoso espaço interno garante que bens e equipamentos sejam acomodados até uma carga útil de 1.048 kg. O PBT máximo é de 3.200 kg. A posição da bateria também garante excelente flexibilidade, com um volume de carga entre 6,0 e 6,6 m3. As unidades de armazenamento de energia estão localizadas embaixo do veículo e não limitam o espaço de carga.

Vito demonstrou ter a mesma confiabilidade e maturidade técnica de todos os seus componentes durante testes extensivos de inverno. A eficiência de operação, a ergonomia e o conforto mesmo em extremas condições foram examinados meticulosamente em temperaturas de até menos 30 graus Celsius, em estradas com neve e gelo. Os testes também cobriram as características de carga e condução no frio, bem como a resistência às baixas temperaturas dos componentes do trem de força e do software.

eSprinter chega ao mercado em 2019

A eSprinter seguirá o eVito no próximo ano. O veículo que fundou o segmento de comerciais leves é o melhor parceiro quando o cliente pensa em oficina sobre rodas ou veículo espaçoso de entregas. A nova eSprinter será oferecida inicialmente como furgão na versão teto alto e PBT de 3.500 kg. Como numa Sprinter com motor de combustão interna, a carga máxima é de 10,5 m3.

Com uma capacidade instalada de bateria de 55 kWh, a autonomia prevista fica em torno de 150 km, com carga útil máxima de 900 kg. A segunda opção de bateria permite aos clientes estabelecer outras prioridades quanto aos parâmetros de uso. Três baterias com capacidade de 41 kWh disponibilizam uma autonomia de cerca de 115 km. Por outro lado, a carga útil máxima aumenta em cerca de 140 kg para aproximadamente 1.040 kg.

Como o motor a diesel do modelo básico, a propulsão elétrica da eSprinter gera 84 kW e um torque de até 300 Nm. Exatamente como o eVito, a velocidade máxima pode ser configurada conforme suas finalidades – para uma velocidade máxima de 80 km/h ou até 120 km/h, se for necessário.