Caminhão elétrico e-Delivery é apresentado na Alemanha

Elétrico

A Volkswagen Truck & Bus apresentou nesta quarta-feira (11) em Hamburgo, na Alemanha, tecnologias e produtos que transformarão toda a cadeia logística. No evento, chamado de Innovation Day (Dia da Inovação), o grupo falou dos planos para as marcas que controla no mundo inteiro (MAN, Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus e RIO), principalmente em termos de automação do transporte e combustíveis alternativos. O destaque ficou por conta do caminhão brasileiro e-Delivery, modelo elétrico do Delivery, que foi completamente renovado pela MAN Latin America em setembro.

O trem de força é equipado com o novo motor elétrico WEG AL160, que entrega 80 kW (109 cv) de potência, com torque máximo de 493 Nm e e transmissão automática Allison. Desenvolvido em parceria com a Eletra exclusivamente para tração de veículos comerciais, conta ainda com bancos de bateria de íon-lítio LiFePO4 e uma autonomia de até 200 quilômetros, de acordo com a aplicação e a configuração do veículo. O e-Delivery estará disponível nos modelos de 9 e 11 toneladas, conforme a necessidade do cliente.

“O e-Delivery representa um marco na história da Volkswagen Caminhões e Ônibus. Trata-se de uma plataforma totalmente nova, desenvolvida no Brasil, na busca de alternativas de mobilidade nas cidades. Ele insere, definitivamente, a engenharia brasileira na rota global de tecnologia”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da MAN Latin America.

Tendência elétrica

Na Europa dos veículos elétricos já são uma realidade. Enquanto aqui no Brasil ainda discutimos as restrições de circulação de caminhões dentro das cidades, lá a conversa gira em torno de reduzir emissões e ruído em zona urbana.

Um dos tópicos que geram preocupação é sobre como seria feita a recarga da bateria. O modelo abrange duas opções de recarga: a recarga de oportunidade rápida, em que é possível assegurar 30% da carga em apenas 15 minutos, e pode ser realizada várias vezes ao longo da rota do veículo para aumentar sua autonomia; ou a recarga lenta, que em três horas, atinge a carga máxima.

O e-Delivery dispõe também de um freio com três estágios de regeneração, que podem ser ajustados conforme a condição de carga ou preferência do motorista. O freio regenerativo atua antes do freio pneumático, para desacelerar o veículo, recuperando até 30% de energia durante a frenagem e utilizando a mesma para recarregar as baterias.

O veículo possui também o sistema Eco-Drive Mode, que reduz o consumo de baterias dependendo da condição de carga do veículo, ajustando a demanda de corrente das baterias de acordo com a condição de operação do veículo.

Além da maior duração da carga, isso se traduz em maior vida útil para o sistema de freio e também para as baterias. Todas as informações da regeneração da energia ficam disponíveis no painel de instrumentos, que assim como o design interno segue o padrão mundial da linha de veículos elétricos do Grupo Volkswagen.

Sinergia para otimizar desenvolvimento

Dona de grandes marcas no transporte de cargas, a Volkswagen Truck & Bus pode se dar ao luxo de desenvolver tecnologias que podem ser reaproveitadas em toda a cadeia, ajudando a reduzir custos e liberar recursos para desenvolvimento. “Estamos organizando a colaboração e, portanto, aplicando nossa engenharia para projetos em desenvolvimento comuns para uma marca. Isso é para evitar duplicações e alavancar sinergias reutilizando tecnologias em todas as marcas. Isso nos permitirá liberar recursos de pesquisa e desenvolvimento para concentrarmos em novas tecnologias, além de ser mais rápido para o mercado de forma econômica”, explicou Anders Nielsen, CTO da Volkswagen Truck & Bus.

Andreas Renschler, CEO da Volkswagen Truck & Bus, vai além. “Nós escolhemos o momento certo para agrupar nossa experiência e reunir nossos recursos. Hoje, somos uma das empresas líderes em relação a desenvolvimento de tecnologia e produtos para o futuro do transporte. Possuímos o potencial de avançar o transporte para o próximo nível de desenvolvimento”, disse.