Fórmula Truck aumenta em 30% a média de público em 2011 e desperta interesse de autódromos norte-americanos

por Fábio Rogério
da Redação do Portal

A participação da Fórmula Truck na PRI (Performance Racing Industry, a principal feira de negócios do esporte a motor nos Estados Unidos) apontou os rumos que a categoria pode tomar em 2013, ano em que pretende “carimbar o passaporte” para a realização de etapas de apresentação em circuitos estrangeiros. Nos Estados Unidos, já há autódromos interessados em apresentar a categoria brasileira ao público norte-americano. E no Brasil a competição comemora o aumento de 30% do público ao longo de 2011.

“O retorno da participação na PRI foi muito melhor do que eu esperava”, disse a presidente da competição, Neusa Navarro Félix. “Vários autódromos nos procuraram, e posso garantir que no final de 2012 iremos levar mais caminhões (neste ano, o estande da Fórmula Truck contou com um caminhão da Iveco). Em 2013, queremos fazer uma corrida nem que seja de apresentação”, conta Neusa.

Além dos Estados Unidos, o México também poderá ser incluído. “Queremos tudo isso em 2013. Nosso evento envolve uma logística complicada, e há uma quantidade de carretas que exigirá, talvez, um navio só para nós”, explica.

Entre os autódromos que demonstraram interesse, está o Homestead-Miami Speedway, localizado na cidade de Miami, no Estado da Flórida. A pista foi inaugurada em 1995, e já virou um palco tradicional das corridas da Nascar, a Stock Car americana. “Talvez nós façamos nossa apresentação nessa pista. Apesar de ser uma pista oval, ela também pode virar um circuito misto”, comentou a presidente.

Planos para 2012

Em 2012, a categoria quer trocar Buenos Aires por Córdoba, na Argentina. “Sempre fizemos na capital argentina com a Top Race (a Stock Car dos “hermanos”) como participante. Agora queremos fazer uma corrida nossa, e o autódromo de Córdoba tem uma pista e estrutura ideais para nos receber. Lá, a arquibancada é para 7 a 8 mil pessoas, mas vamos levar nossa estrutura para ter um público de até 30 mil pessoas”, anuncia Neusa.

Em 2011, a média de público aumentou 30%, em média, a cada etapa realizada. “Entre 45 e 50 mil pessoas foram aos nossos eventos neste ano. Sem contar que em alguns locais, como São Paulo, a audiência chegou a 60 mil pessoas. Em Buenos Aires, foram quase 80 mil”, calcula.

Na Argentina, etapa 2012 será em Córdoba

O calendário 2012 ainda não foi fechado, mas a primeira prova será em 4 de março no Velopark, na cidade de Nova Santa Rita/RS, e talvez ocorra uma etapa em Cascavel, no Paraná.

Já as equipes com patrocínios de times de futebol (como Grêmio e Corinthians) devem prosseguir em 2012. “Os clubes têm a intenção de continuar”, diz Neusa. Quando questionada se o Santos Futebol Clube não teria interesse em estampar sua marca em um caminhão de corrida, a presidente, sem confirmar, informa que há interesse da categoria: “Apesar de ser corintiana, estou tentando o Santos (risos). Já levamos um projeto para o clube. Quem sabe, não é?”.

Fotos: Orlei Silva/Fórmula Truck