Monteiro vai ao pódio pela quarta vez consecutiva: “Corri pelo campeonato”

A oitava etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, disputada neste domingo (13) no Autódromo Internacional Dr. Nelson Luiz Barro, em Guaporé (RS), ampliou a vantagem de Beto Monteiro na liderança da tabela de classificação. Terceiro colocado na corrida, o piloto pernambucano da Scuderia Iveco chegou a 126 pontos, 28 à frente do segundo colocado, o gaúcho Régis Boessio, da ABF Desenvolvimento Team, vencedor da prova.

Monteiro chegou a Guaporé com 14 pontos a mais que o paranaense Leandro Totti, da RM Competições/MAN Latin America, vice-líder até então. “A nossa margem dobrou, só posso estar muito feliz”, declarou o piloto, que subiu ao pódio pela quinta vez no ano, quarta consecutiva. Além do quarto lugar em Caruaru, na terceira prova do ano, ele conquistou vitórias em Interlagos e em Córdoba e ficou em segundo em Cascavel.

Segundo colocado no grid, Monteiro viu-se na liderança quando o pole-position Paulo Salustiano abandonou na sétima volta, com a quebra do cardã de seu Mercedes-Benz. “Naquele momento, é claro que eu queria ganhar, mas o foco maior estava no campeonato, tanto que não dificultei quando o (Djalma) Fogaça e o (Régis) Boessio vieram me ultrapassar. Eu podia ter sido mais duro e dificultado, mas não teria por que arriscar”, comentou.

Com 64 pontos em jogo nas duas últimas etapas, Monteiro reconhece a possibilidade de definir a conquista do título já na nona etapa. “Se eu fizer cinco pontos a mais que o Boessio, basicamente, o título já sai definido de lá, mas o nosso trabalho está focado no título. A categoria hoje está muito equilibrada, os caminhões estão nivelados por cima, todos bem homogêneos. Então, nosso caminho é aproveitar o nosso potencial para tentar pontuar”, falou.

A expectativa de Beto Monteiro para a nona e penúltima etapa de 2013, marcada para dia 10 de novembro no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), é de mais uma vez disputar a vitória. “É uma pista onde a gente sempre costuma andar bem. Em Guaporé, na verdade, contamos um pouco com a sorte, não tínhamos caminhão para pensar em vitória. Em Curitiba nossa condição deverá ser melhor”, apostou, demonstrando confiança.