Parada da Volvo Ocean Race no Brasil rende edição especial do FH

Em celebração à passagem da Volvo Ocean Race no Brasil, a Volvo apresentou nesta quinta-feira (16) um modelo especial do FH. É uma série limitada de veículos exclusivos, com uma configuração única para marcar a etapa latino-americana da regata oceânica.

O caminhão está exposto na Race Village, em Itajaí, litoral catarinense, onde os modernos veleiros estão ancorados e onde acontecem todos os eventos relacionados à competição no Brasil. Externamente, a cabine pintada na exclusiva cor Azul Ocean Race tem adesivos laterais ao longo de toda a porta mostrando ondas estilizadas, numa referência aos oceanos por onde passam os veleiros da regata. O emblema da Volvo Ocean Race foi colocado ao lado da inscrição da potência do caminhão, que pode ser de 540cv ou 500cv.

O nome da competição também está estampado no letreiro da cabine Globetrotter, 1 metro cúbico maior do que a versão anterior do FH. Defletores laterais aerodinâmicos foram instalados, embelezando ainda mais o veículo. “É um FH personalizado, ainda mais bonito”, orgulha-se Bernardo Fedalto, diretor de caminhões Volvo no Brasil.

Internamente, bancos de couro tornam a cabine ainda mais confortável. O assento do condutor tem regulagens de encosto, lombar, horizontal, altura, inclinação e é reclinável. O banco do motorista também tem suspensão pneumática com amortecedor ajustável, extensão da almofada do banco, ajuste dos ombros e apoio para braços. Os puxadores também são em couro e os tapetes são personalizados com o logo da Volvo Ocean Race 2014/2015. “O ambiente de trabalho do motorista deve ser o melhor e o mais seguro possível, para que ele se sinta bem durante toda a jornada e garanta rentabilidade e agilidade ao transporte”, diz Alexander Boni, gerente de caminhões da linha F.

Os caminhões da edição especial da regata são 6×4 e 6×2, configurações de eixos que pode atender à diferentes aplicações rodoviárias de longa distância. Eles receberam uma especificação também abrangente: a renomada caixa de câmbio I-Shift; dois tanques de combustível de 450 litros que permitem jornadas longas sem abastecer; tanque de Arla de 90 litros; para-choques em plástico; entre eixos de 3600mm e luz de freio de emergência. “É uma especificação excelente para que o transportador garanta mais produtividade à sua operação”, declara Álvaro Menoncin, gerente de vendas caminhões da Volvo.