Primeiro treino livre em Goiás tem empate técnico triplo na liderança

A Fórmula Truck viveu nesta sexta-feira um dos dias de treinos mais equilibrados de sua história. Os três pilotos mais rápidos na programação que abriu a disputa do GP Petrobras, quarta etapa do Campeonato Brasileiro, terminaram as sessões livres separados por um centésimo de segundo. A volta mais rápida do dia no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, foi do paranaense Leandro Totti, da ABF Racing Team.

Totti, que compete com um Mercedes-Benz, cobriu os 3.835 metros do circuito em 1min47s253, tempo apenas 13 milésimos de segundo mais rápido que o de Leandro Reis, piloto de Goiânia que colocou seu Scania na segunda posição no resultado geral dos treinos. O paulista Roberval Andrade, primeiro colocado na sessão disputada pela manhã, fechou o dia em terceiro lugar com o Scania da Ticket Car Corinthians Motorsport, a 0s016 do líder.

“A gente já tinha um caminhão muito bom, e ele agora está bem mais competitivo”, comemorou Totti, citando modificações feitas na suspensão. “O caminhão correspondeu, vamos ter uma boa condição para brigar pela pole e pela vitória. É claro que o primeiro e o segundo treino não são uma referência tão confiável, muita gente vai melhorar, mas melhorou muito. Só que vai ser bem difícil. Hoje, por exemplo, tivemos quase um empate triplo”.

Reis, quinto mais rápido no primeiro treino, reforçou a expectativa de que a primeira vitória possa ser comemorada diante da torcida goiana. “Nós estamos tentando, batalhando para isso. O caminhão está muito bem acertado. Eu esperava virar um pouquinho mais baixo, pode ser pneu, ou um acertinho a mais na suspensão. Mas, se Deus quiser, se tudo der certo, no domingo vamos para o pódio, quem sabe no lugar mais alto”, comentou.

Andrade, que em 2011 dominou os treinos e parte da corrida goiana, reconhece não haver mais vantagem alguma. “Aquela sobra que tinha no ano passado não existe mais, o pessoal correu atrás, e a gente também não parou. É minha última corrida com esse caminhão, essa despedida pode acontecer com vitória”, sorriu, prevendo mais equilíbrio no treino classificatório. “A pole, mais do que nunca, vai depender de uma volta perfeita dos pilotos”.

A alta temperatura verificada durante os treinos levou as equipes da F-Truck à adoção de uma linha de trabalho mais cautelosa. “A chave da corrida vai ser a resistência dos caminhões, porque nessas condições o equipamento aquece depois de poucas voltas. Isso, na corrida, vai ser complicado”, disse Totti. Reis acredita que o calor não lhe será fator adversário. “A gente trabalhou bastante na refrigeração do equipamento para esta etapa”, contou.

A programação do GP Petrobras, em Goiânia, reserva duas sessões de treinos livres para a manhã deste sábado (2), a partir das 8h30 e das 10h30. A tomada de tempos classificatória, começando às 13h30, será transmitida ao vivo pelo site formulatruck.com.br. A corrida de domingo terá largada às 13h05 com transmissão ao vivo da Band. A narração é de Téo José, com comentário de Eduardo Homem de Mello e reportagem de Luiz Silvério.

Nesta sexta, consideradas todas as voltas cronometradas nas duas sessões, os melhores tempos de volta de cada piloto foram os seguintes:
1º) Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1min47s253
2º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 1min47s266
3º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 1min47s269
4º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 1min47s911
5º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 1min48s108
6º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 1min48s478
7º) Adalberto Jardim (SP/MAN-Volkswagen), AJ5 Competições, 1min48s528
8º) Renato Martins (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min48s560
9º) Danilo Dirani (SP/Ford), Ford Racing Trucks-DF Motorsport, 1min48s593
10º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 1min48s604
11º) Felipe Giaffone (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min48s669
12º) Fred Marinelli (SP/Iveco), Marinelli Competições, 1min48s843
13º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team), 1min48s926
14º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 1min49s089
15º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, 1min49s197
16º) Luiz Lopes (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1min49s362
17º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 1min49s589
187º) Paulo Salustiano (SP/Volvo), ABF/Volvo, 1min49s634
19º) Débora Rodrigues (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min49s734
20º) André Marques (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min49s815
21º) Luiz Pucci (ARG/Volvo), ABF/Volvo, 1min50s990
22º) Diumar Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 1min51s417
23º) Pedro Gomes (SP/Ford), Ford Racing Trucks-DF Motorsport, 2min28s867
Média do 1º: 128,723 km/h