Retorno com pódio faz Piquet pensar em primeira fila e vitória em Goiás

Depois de cinco meses afastado das pistas, Geraldo Piquet comemorou a ida ao pódio em sua primeira atuação no Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck de 2012. O piloto brasiliense da ABF/Mercedes-Benz foi quarto colocado na corrida de 6 de maio no Autódromo Internacional Ayrton Senna, na cidade pernambucana de Caruaru. “Voltar com pódio foi ótimo, agora a expectativa é de só melhorar”, falou o piloto, satisfeito com os resultados e já de olho na próxima etapa, dia 3 de junho, em Goiânia. “Vamos para lá pensando em primeira fila e em vitória”, afirmou.

No ano passado, a ABF/Mercedes-Benz comemorou dobradinha no GP Petrobras, com Wellington Cirino vencendo e Piquet em segundo. “É uma pista onde a gente sempre anda bem. E depois de um bom resultado a expectativa sempre aumenta, fico aqui torcendo para chegar logo a semana da corrida”, completou.

Piquet admite que o longo período sem pilotar impôs-lhe desafios extras no fim de semana da etapa caruaruense. “Você perde um pouco do reflexo, a noção da velocidade do caminhão, o ponto de freada. Eu senti essa diferença, e foi um pouco mais complicado porque tive problemas e fiquei fora do primeiro treino. Mas, durante o fim de semana, vim buscando a adaptação, recuperando o ritmo, a gente veio estabelecendo metas gradativamente”, lembrou.

Tendo os três últimos treinos livres para trabalhar o acerto do caminhão e para recuperar o ritmo, Piquet teve resultados modestos. Foi o 11º colocado em duas sessões e, na última, ficou em nono. “A primeira meta era ficar entre os oito melhores na tomada de tempos, e conseguimos”, lembrou, citando seu sexto lugar no grid. “Depois, traçamos a meta de chegar ao pódio, e também conseguimos. Fomos traçando metas e cumprindo todas elas”.

A corrida em Caruaru, quarta etapa do Campeonato Brasileiro, também foi a segunda das quatro válidas pelo Sul-Americano da Fórmula Truck. Com o pódio, Piquet assumiu o 11º lugar na competição nacional e está em oitavo na tabela continental. “É claro que nós vamos buscar melhorar bastante essas posições aí, mas foi um bom começo. Cheguei lá numa incógnita, sem saber como era o caminhão, que felizmente é muito bom”.

O caminhão construído pela ABF/Mercedes-Benz para 2012 trouxe uma boa impressão a Piquet. “É muito bom, como eu disse, ele responde bem, mas está um pouco duro, ainda. Vamos ter de trabalhar um pouco mais na parte de suspensão”, avaliou. “Em pistas lisas ele anda bem. Quando há ondulações a tração fica prejudicada. Goiânia tem uma pista um pouco ondulada, mas é de alta. Acho que lá nós vamos sofrer bem menos com isso”.

Foto: Orlei Silva