Ronaldo Kastropil vai pilotar caminhão Mercedes-Benz em sua segunda temporada

A primeira das dez etapas dos campeonatos Sul-Americano e Brasileiro de Fórmula Truck, marcada para 16 de março em Caruaru (PE), vai apresentar ao público da categoria vários pilotos em caminhões diferentes daqueles que pilotaram em 2013. É o caso do paulista Ronaldo Kastropil, que na temporada de 2014 vai pilotar o Mercedes-Benz da ABF Desenvolvimento Team, que terá o número 53 – no ano passado ele competiu com um Scania.

Piloto de vasta experiência em categorias automobilísticas de protótipos e de gran turismo, Kastropil estreou na Fórmula Truck em 2013, defendendo a Ticket Car Corinthians Motorsport. Marcou pontos em seis etapas, tendo como melhor resultado o oitavo lugar na corrida final, disputada em Brasília no mês de dezembro. Fechou o Campeonato Brasileiro em 17º. “Agora quero terminar o campeonato pelo menos entre os dez melhores”, proclama.

O caminhão que Kastropil vai pilotar em 2014 é o mesmo com que Régis Boessio conquistou duas vitórias e a terceira posição na classificação final do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck em 2013. “Ainda não experimentei o novo caminhão, mas conversei com vários pilotos a respeito e o que todos têm me dito é que ele tem uma tocada mais parecida com a de um carro de corrida. Estou animado, acho que vai ser um campeonato ano para mim”, diz.

Ronaldo Kastropil manifesta satisfação com o resultado de seu primeiro ano na F-Truck. “Não com os resultados nas corridas propriamente ditos, até porque enfrentei muitas quebras, mas foi muito positivo para eu conhecer mais pistas, assimilar o funcionamento da Truck, saber como é pilotar um caminhão. É um mundo totalmente diferente do que eu tinha experimentado nas pistas e acho que essa experiência será muito útil neste ano”, pondera.

Iniciando uma nova fase com a ABF Desenvolvimento Team, Kastropil passará a contar nas etapas da Fórmula Truck com a consultoria de pista do paranaense César Bonilha, piloto experiente em categorias de turismo e provas longas. “O Cesinha conhece muito de automobilismo, será importante tê-lo ao meu lado como estrategista. Ele é quem vai ficar comigo no rádio durante todos os treinos e corridas. Vai ser um reforço importante”, aponta.