Semipesado Iveco movido a GNV é testado pela Coca-Cola

A Iveco e a Coca-Cola FEMSA Brasil deram um importante passo para o desenvolvimento e implantação de veículos de transporte movidos a GNV, ao testarem um Iveco Tector 170E20 GNV para a entrega de produtos da multinacional de bebidas. A tecnologia do motor desenvolvido pela FPT Industrial permite redução de emissões de poluentes, principalmente NOx, partículas e CO2, além de proporcionar economia no custo operacional, já que o caminhão possui autonomia de até 300 quilômetros.

Os testes fazem parte de um projeto da Iveco realizado desde 2011 com diferentes empresas, contando com dois veículos leves GNV da família Daily, dois Tector 17 toneladas, preparados para coleta de lixo, um ônibus GNV e um Tector GNV alimentado com Biometano.

Fábio Nicora, engenheiro sênior de produto, responsável pela area de Inovação da Iveco, destaca que, quando comparado com o mesmo veículo a diesel, o modelo movido a GNV gera uma redução de 86% de NOx, 77% de partículas e 25% de CO2. “Essa tecnologia é popular na Europa na coleta de lixo e no transporte feito por ônibus urbanos. A tendência é de que o Brasil siga esse caminho nos próximos anos, com o aumento da frota de caminhões e ônibus GNV. A Iveco investe no que acreditamos ser um movimento cada vez mais necessário, menos poluente e com mais economia operacional”, complementa o engenheiro.