Veja mais caminhões Premium que chegam ao mercado brasileiro

por Fábio Rogério
da Redação do Portal

V8, da Scania
Com um motor V8 de 16 litros, o caminhão da linha R (foto acima) terá duas opções de elevadas potências: um motor com 560 cavalos, e outro com 620 cavalos. “No Brasil, há um nicho bem específico para os V8. Eles são indicados para os transportadores que primam pelo prestígio da marca, mas não abrem mão de reduzidos custos operacionais em sua frota”, diz Roberto Leoncini, diretor geral da Scania no Brasil. Os motores são regulados para fornecer grande torque já na marcha lenta, para facilitar o arranque.  O torque máximo é produzido a partir de 1.000 rpm.

AeroStar, da International

O caminhão ainda está em desenvolvimento, mas já foi apresentado na Fenatran e chamou a atenção do público. “Vamos afinar o desenho, e teremos um lançamento global no Brasil em 2013”, disse Marcelo Macera, diretor executivo de Vendas e Marketing da empresa. O caminhão será voltado para aplicações rodoviárias e receberá um motor MaxxForce 13, cuja faixa de potência opera entre 410 e 500 cavalos.

XF, da DAF

Ainda não está definido em que mês o modelo acima chegará ao Brasil via importação em 2012. A única certeza é que a DAF planeja sua produção no Brasil em 2013, ano previsto para o término da construção da fábrica em Ponta Grossa/PR. As especificações técnicas do modelo europeu indicam que o caminhão tem um motor que entrega 510 cavalos de potência e torque de 2.500 Nm, mais tecnologias como FCW (Forward Collision Warning, Aviso de Colisão Frontal), EBS (Electronic Braking System, Sistema Eletrônico de Freios) e VSC (Vehicle Stability Control, Controle da Estabilidade do Veículo). “As transportadoras e os motoristas estão mudando de conceitos. Por isso os caminhões Premium estão ganhando espaço”, diz Marco Antonio Davila, presidente da DAF Caminhões Brasil.

A7, da Sinotruk

A nova linha A7 chega nas versões 4×2, 6×2 e 6×4, com motores de 12 litros Euro 5, injeção eletrônica common rail e duas opções de potências: 420 e 460 cavalos. Haverá modelos com câmbios mecânicos e automatizados, freios a disco nas rodas traseiras e a tambor na dianteira. O freio motor oferecerá entre 230 a 250 cavalos, além de ser combinado com ABS e ASR (este último evita deslizamento).

FH, da Volvo

Não é um lançamento, mas não poderíamos deixar de citar neste grupo de gigantes. Com motor de 13 litros, o “gigante sueco” conta com motor D13A, I-Shift (caixa automática) e eixos traseiros com relações de diferenciais longas. O freio motor VEB 500 é capaz de manter velocidade constante, tanto em subidas como em descidas, hora após hora, sem descanso. Os engenhos são oferecidos nas potências de 400, 440, 480 ou 520 cavalos, e as configurações possíveis são as 4×2, 6×2 e 6×4.

Fotos: Divulgação